Ao ponderar sobre o ritmo de vida alucinante com que gere as suas rotinas diárias, é possível constatar que os níveis de stress a que estamos sujeites são cada vez mais elevados, levando a que as pessoas sintam a necessidade de combater alguns efeitos menos positivos que tendem a manifestar-se ao nível da pele, como é o caso da desidratação e do envelhecimento celular.

Sendo a indústria dos cosméticos um dos mercados mais suscetíveis a alterações num curto espaço de tempo, é fundamental que a oferta deste setor se revele diversificada para o público em geral, apresentando composições específicas que deem resposta às necessidades de cada tipo de pele, tendo também em consideração aspetos como a idade ou género do consumidor final.

Relativamente às fórmulas que estão na base da composição da grande maioria destes produtos, os ingredientes utilizados tendem a variar de ano para ano, sendo que o ácido hialurónico é talvez um dos únicos componentes que mantém presença assídua nas melhores fórmulas do mercado, em parte devido às suas propriedades hidratantes e antioxidantes, adequadas para todos os tipos de pele.

Deste modo, torna-se fundamental saber identificar e compreender os principais compostos associados aos produtos de cosmética, sendo que estes tendem a variar de acordo com o objetivo que se pretende alcançar.

 

Ácido Hialurónico

Esta é uma substância natural, produzida pelo próprio organismo, sendo que as suas propriedades hidratantes advêm do facto de cada uma das suas moléculas ser responsável pela retenção de uma quantidade de água muito superior ao próprio peso, ajudando deste modo a manter as rugas e linhas de expressão preenchidas.

O ácido hialurónico ajuda também a combater os efeitos dos radicais livres e a regenerar a pele de uma forma muito eficaz, promovendo também a produção natural de colagénio e elastina, responsáveis por características como a firmeza e elasticidade dos tecidos.

Com o passar do tempo, a produção desta substância tende a diminuir, razão pela qual a partir dos 30 anos é aconselhável começar a inserir na sua rotina alguns produtos enriquecidos com ácido hialurónico.

 

Retinol

O retinol consiste numa molécula derivada da vitamina A sendo que a sua principal função se encontra associada à estimulação da renovação celular, fazendo deste o seu melhor aliado na prevenção e tratamento dos sinais do envelhecimento, sendo também considerado um dos ingredientes mais poderosos na indústria da cosmética.

Este componente atua também ao nível das marcas de pigmentação, reduzindo a sua aparência bem como as rugas e linhas de expressão visíveis no rosto, fortalecendo a pele ao mesmo tempo que estimula a produção de colagénio, queratina e elastina, ingredientes estes essenciais para reforçar a tonicidade e firmeza da pele, combatendo também aspetos como a desidratação.

Sendo esta uma substância altamente instável quando exposta à luz solar, a sua presença na composição de cosméticos tende a manifestar-se em produtos indicados para cuidados de noite.

 

Ácido Ascórbico

Esta é a designação química atribuída à vitamina C, sendo que esta apresenta inúmeros benefícios para a sua pele que vão desde a remoção dos sinais de fadiga à redução de olheiras, retardando deste modo o envelhecimento da pele, ao mesmo tempo que ilumina o rosto e mantém protegido da ação dos radicais livres, promovendo assim uma aparência jovem e cuidada.

Neste sentido, e devido ao facto de este ser um ingrediente de aplicação local, recomenda-se que produtos de cosmética com esta composição sejam utilizados numa rotina de noite, podendo ser utilizado durante o dia desde que se verifique uma baixa concentração de vitamina C no produto em questão.

 

Extratos Vegetais

A correta manutenção de uma pele saudável leva a que muitos dos produtos de cosmética apresentem na sua constituição princípios ativos extraídos de vegetais, com o intuito de melhorar a aparência da pele, sendo que estes poderão ser utilizados direta ou indiretamente na formulação das composições dos produtos.

De uma forma direta, destacam-se os óleos vegetais e os extratos glicólicos, enquanto que de forma indireta surgem determinadas substâncias ativas, modificadas com o intuito de maximizar os efeitos benéficos sobre os tecidos cutâneos e fibras capilares, tirando partido de algumas das propriedades fundamentais presentes nos extratos vegetais, como é o caso dos antisséticos e dos anti-inflamatórios.

 

Deste modo, torna-se possível identificar de uma forma quase que imediata a presença de alguns dos principais componentes para a manutenção de uma pele cuidada e saudável, sendo que muitos deles atuam ao nível da prevenção do envelhecimento celular, ainda que nem todos possuam as mesmas características e métodos de utilização.

Em caso de dúvida, poderá entrar em contacto com a nossa equipa de profissionais especializados, disponíveis para o ajudar a encontrar os produtos mais indicados para si, tendo por base aquelas que são as necessidades da sua pele.

Partilhe nas redes sociais