Para quem não se encontra familiarizado com esta substância, naturalmente presente no nosso organismo, o ácido hialurónico consiste numa molécula de açúcar que tem como principal função atrair a água, podendo assim atuar de forma a absorver choques em determinadas partes móveis do corpo, como é o caso das articulações.

Contudo, o seu reconhecimento surge devido ao facto de esta ser uma substância muito utilizada na indústria da cosmética, dado que a mesma apresenta um efeito de lifting facial, ou seja, de preenchimento, muito apreciado pelo público em geral.

Esta substância encontra-se naturalmente presente em cerca de 56% da pele, preenchendo assim o espaço entre as células, que por sua vez leva a que a pele possua uma aparência lisa, flexível e hidratada. No entanto, com o passar do tempo, a sua concentração tende a diminuir, conduzindo ao aparecimento de rugas e linhas de expressão no rosto.

 

Para que serve o ácido hialurónico?

Esta substância é frequentemente indicada para melhorar a aparência da pele do rosto, suavizando as rugas, linhas de expressão e outras marcas características da idade. Quando aplicado sob a forma de injetável, o ácido hialurónico pode ainda ser utilizado para evidenciar o contorno da face, lábios, sulcos naso-labiais, olheiras e rugas faciais, repondo ainda algum volume na face, nas mãos ou ainda noutras regiões do corpo.

Se o objetivo passar por atribuir algum volume ao rosto, a substância passa a ser aplicada na região dos malares, mandibula e laterais da face, sendo que este tipo de procedimento se revela indicado para pessoas de idade mais avançada, em que o tecido subcutâneo tende a diminuir e, até mesmo, desaparecer.

Por fim, mas não menos importante, o ácido hialurónico pode também ser utilizado para melhorar processos ortopédicos, reumatológicos articulares e oftalmológicos.

 

O que precisa de saber sobre esta substância?

Muitas vezes procurado para dar resposta a questões como os sinais de fadiga, as rugas e linhas de expressão, os problemas de pigmentação e a falta de firmeza e luminosidade, este ingrediente apresenta-se como fundamental na rotina diária e parece que veio para ficar, pelo que damos agora a conhecer alguns dos seus benefícios:

  • Devido à sua estrutura, esta molécula tem a capacidade de reter e preservar a humidade da pele sem causar ao rosto qualquer tipo de agressão
  • O ácido hialurónico possui a capacidade de suportar 1000 vezes o seu peso em água, devido às suas propriedades higroscópicas que assumem o efeito esponja
  • Esta molécula concede às células um maior volume que, por sua vez, preenchem as linhas de expressão e aumentam a flexibilidade da pele
  • Este poderoso ingrediente revela-se um excelente aliado nos cuidados de antienvelhecimento, bem como na manutenção de uma pele hidratada
  • Com o passar do tempo, a produção desta molécula tende a diminuir, impulsionando assim o surgimento dos sinais de envelhecimento, como as rugas e a flacidez dos tecidos

 

Por todas estas razões, é aconselhado que adicione na sua rotina esta substância, existindo diversas formas de o fazer, sendo que as mais recorrentes são:

  • Através de injetável – consiste num gel à base de ingredientes que ajudam a preencher os défices de volume presentes no rosto e corpo, em regiões como as olheiras, os lábios, as cicatrizes profundas de acne e as depressões corporais. Esta técnica pode ainda ser utilizada para sustentar e definir as estruturas faciais.
  • Através de loções ou séruns – este tipo de produtos, ao serem aplicados no rosto, contribuem para uma hidratação profunda da pele, devido à capacidade que o ácido hialurónico apresenta em atrair as moléculas de água, melhorando a textura da pele e atuando sob o efeito de preenchimento das rugas e linhas de expressão.

 

Existem contraindicações associadas a esta substância?

A aplicação do ácido hialurónico é desaconselhada em pessoas que apresentem hipersensibilidade conhecida a este composto, bem como a indivíduos que demonstrem problemas de coagulação.

Deve ainda ser evitada a sua aplicação perto de áreas da pele afetadas por algum tipo de ferida ou inflamação, à semelhança de uma área onde tenha sido colocado um implante permanente.

Importa referir que a aplicação injetável do ácido hialurónico pode trazer alguns problemas quando o procedimento é feito de forma errada ou o produto é de qualidade duvidosa, razão pela qual se revela fundamental que opte por fazer esta intervenção num local de confiança.

 

Como manter o efeito do ácido hialurónico durante mais tempo

Existem dois aspetos fundamentais que, para além de contribuírem para uma vida mais saudável, ajudam ainda a prolongar o efeito da aplicação do ácido hialurónico:

  • Alimentação equilibrada – uma dieta saudável é também sinónimo de uma pele cuidada, pelo que deve optar por ingerir gorduras insaturadas, provenientes de alimentos como o peixe e o azeite, evitando assim gorduras saturadas, como as que se encontram presentes nos doces e nos fritos.
  • Evitar o consumo de substâncias como o tabaco – estas encontram-se muitas vezes associadas ao envelhecimento precoce da pele, devido à sua composição nociva que contribui para um aumento da formação de radicais livres, razão pela qual o seu consumo tende a desenvolver algumas complicações após os procedimentos que envolvam a aplicação de ácido hialurónico.

 

Neste sentido, é possível concluir que a utilização do ácido hialurónico se revela inofensiva e, até mesmo, benéfica perante diversas situações, estando por vezes na base da autoconfiança de muitas pessoas, devendo apenas ter em atenção o local a escolher para fazer este tipo de intervenção e a equipa de especialistas designada para acompanhar todo o processo.

No fundo, o importante é que se sinta bem consigo mesmo, e é justamente para isso que a I Love Skin se encontra a seu lado nos momentos mais importantes, acompanhada por uma equipa de profissionais focados na obtenção dos resultados pretendidos.

Partilhe nas redes sociais